Revendedores

Siga esses 9 passos para montar o seu minimercado e começar com o pé direito

Você quer saber como montar um minimercado e conseguir sucesso no empreendimento? Então, precisa saber que existe uma série de cuidados que devem ser adotados antes, durante e depois da abertura do comércio. Eles são fundamentais para garantir operações mais acertadas e levar ao resultado esperado.

Neste artigo, vamos mostrar 9 passos que não podem ser negligenciados e o que você pode fazer para colocá-los em prática. Continue a leitura para saber quais são e por onde começar o seu negócio próprio!

1. Criar um plano de negócios

O plano de negócios é um documento crucial para o sucesso de toda empresa. É por meio dele que se define todos os objetivos e estratégias que norteiam os negócios. Assim, você precisa fazer análises e registrar informações como:

  • o perfil do seu público-alvo;
  • a localização adequada;
  • o planejamento do crescimento;
  • a necessidade de investimentos;
  • a projeção de vendas.

Com base nesse plano é que se começa a pensar nas ações necessárias para colocá-lo em prática e quais são os esforços necessários para alcançar os objetivos.

Não se esqueça de revisá-lo de tempos em tempos (a cada 6 meses, em média) ou sempre que alguma premissa do seu negócio for alterada — como a entrada de novos concorrentes, surgimento de uma nova legislação ou a mudança no comportamento dos clientes, por exemplo.

2. Definir a localização

Por falar em localização adequada, essa decisão é uma das mais importantes que o empreendedor precisa adotar. Com base nela é que se estrutura todo o negócio, identificando desde o potencial do negócio na região até a definição do mix de produtos que precisa ser montado para atender às necessidades e ao poder aquisitivo do público-alvo.

Não se esqueça de avaliar bem o ponto e escolher um bom imóvel. Tome a decisão com base no valor do aluguel, a circulação de pessoas, a facilidade de acesso, a possibilidade de atrair o seu público até ali, entre outras coisas.

3. Resolver toda a parte burocrática

como montar um minimercado

Outro conhecimento importante a respeito de como montar um minimercado está ligado à parte burocrática. Antes de tudo, deve-se procurar um bom contador e fazer todos os trâmites ligados à abertura de uma empresa. Isso envolve questões como:

  • CNPJ;
  • registro na Junta Comercial;
  • Inscrição Estadual;
  • Alvará;
  • autorização do Corpo de Bombeiros;
  • cadastro na Vigilância Sanitária;
  • Responsabilidade Técnica na ANVISA.

4. Escolher bons fornecedores

Agora, com o planejamento concluído, a empresa devidamente registrada e o imóvel escolhido, é o momento de começar a procurar e escolher seus fornecedores. Sempre que possível, dê preferência para comprar diretamente com a indústria. Isso ajuda a conseguir preços mais competitivos, além de ter um atendimento ainda mais direcionado.

Tenha atenção a alguns pontos na hora de fazer essa seleção:

  • pesquise a reputação e a tradição da empresa no mercado;
  • preze sempre pelo custo-benefício (produtos de qualidade por um preço justo);
  • avalie as condições e formas de pagamento;
  • considere os prazos de entrega.

5. Estude os seus concorrentes

Veja como os seus concorrentes estão acertando e falhando no mercado. Aproveite essas informações para criar o seu diferencial e atrair um público ainda maior. Identifique como as boas práticas podem ser adequadas à realidade do seu negócio e quais pontos fracos podem ser explorados para agregar mais valor ao seu atendimento.

Essa prática é chamada de benchmarking e contribui para que os gestores entendam melhor como se posicionar para chamar a atenção no mercado.

6. Planejar a estrutura e o aspecto visual

Você também precisa planejar a estrutura e a parte visual do seu estabelecimento. Mas, como? Montar um minimercado também envolve organizar o layout da loja, a disposição das prateleiras, gôndolas e freezers, o agrupamento por setor, a exposição dos produtos e até mesmo a utilização de materiais de divulgação que os fornecedores podem enviar.

Também é necessário se preocupar com a fachada do estabelecimento, adotando o logo, as cores e uma placa de identificação ideal. Lembre-se que essas questões visuais estão diretamente ligadas à imagem que sua empresa transmite e à experiência de compra que os seus clientes terão — e isso pesa bastante na fidelização dessas pessoas.

7. Fazer os investimentos necessários

Parte do trabalho como empreendedor também envolve o levantamento dos investimentos necessários para iniciar e manter as atividades funcionando adequadamente — e dentro da lei. Portanto, adquira os equipamentos necessários para a emissão de nota fiscal para o consumidor.

Considere adquirir uma solução de gestão, que vai ajudar bastante na hora de manter o controle entre as rotinas do estoque, de vendas e financeira, o que inclui a automatização de tarefas como o inventário, o acompanhamento do fluxo de caixa e o registro do faturamento.

8. Avaliar a necessidade de contratar pessoal

É bem provável que você precise contar com, pelo menos, um funcionário no seu mercado. Afinal, dificilmente você conseguirá atuar no caixa, repor as mercadorias, fazer a limpeza e atender os clientes sem que tenha uma ajuda extra. Sendo assim, vale a pena começar a estudar essa possibilidade e planejar esse custo no orçamento do seu negócio.

9. Investir na divulgação do minimercado

O marketing boca a boca ainda é o mais eficiente de todos, visto que ele é baseado na experiência de pessoas conhecidas e na confiança que isso transmite. No início das atividades, use o “fator novidade” para encantar seus clientes e atrair mais atenção para o seu minimercado.

Com isso, a notícia de que existe um estabelecimento novo na região e que oferece um atendimento de qualidade corre mais rápido.

Apesar da estratégia ser eficaz, não negligencie outras formas de divulgação. Distribua panfletos de ofertas de inauguração e contrate um carro de som para circular na região. Caso o capital disponível esteja pequeno, aposte nas redes sociais. Elas são um meio barato e acessível de divulgar o seu negócio, além de ajudar a construir uma relação com o seu público.

Agora que você sabe como montar um minimercado, viu que existem diversos detalhes que devem ser cuidadosamente organizados. Seguindo o planejamento e os passos necessários para a abertura do negócio, fica mais fácil saber como começar e quais ações não podem ser negligenciadas, não é?

Gostou deste artigo? Quer aproveitar para saber quais produtos comprar para compor o mix da sua loja? Então, você não pode deixar de conferir a nossa lista de itens indispensáveis para iniciar as atividades.

COMPARTILHE ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *