Revendedores

Aposte na exposição de produtos de forma correta e aumente suas vendas!

Organizar as prateleiras de mercearias e mercados pode parecer uma tarefa simples, porém, para a maioria dos comerciantes — principalmente quando nos referimos a mercados menores —, fazer a arrumação de forma eficiente é um grande desafio.

A organização dos produtos nas gôndolas e freezers, bem como a identidade visual, precificação e iluminação afetam diretamente na experiência de compra e devem ser cuidadosamente planejadas, já que são determinantes na tomada de decisão dos consumidores.

Se você está planejando abrir um mercado ou está em busca de melhorar as vendas do seu comércio, continue lendo esse artigo e veja quais estratégias podem ser adotadas.

Crie um planejamento voltado para a exposição de produtos

Antes de mais nada, você precisa criar um planejamento para as ações que serão adotadas no seu negócio, registrando questões importantes como:

  • as expectativas e os objetivos em relação aos resultados esperados;
  • as orientações adequadas para os envolvidos;
  • a frequência e os métodos de reposição;
  • a definição de ofertas e promoções;
  • a necessidade de investimentos para implantar melhorias.

A lógica da exposição de produtos

Você já notou que todos os mercados seguem uma organização parecida?

A exposição de produtos em hipermercados, supermercados e mercearias segue uma lógica que independe de seu tamanho e está diretamente relacionada ao comportamento e raciocínio do cliente. Afinal, o layout precisa fazer sentido para quem compra, mas também é importante fazer com que os clientes passem por todos os corredores.

É importante agrupar as categorias em departamentos, como bebidas, itens de higiene, frutas, legumes e verduras, entre outros, e posicionar os produtos estrategicamente nas gôndolas, por meio dos 5 níveis, conforme a seguir:

  1. acima da cabeça: possui menor visibilidade, pois os produtos estão posicionados acima da linha de visão dos consumidores, portanto, é utilizado para itens de menor interesse;
  2. altura dos olhos: área nobre da gôndola, pois é o nível que tem o potencial de aumentar as vendas dos produtos e onde as compras por impulso são maiores. Exponha os produtos com melhor margem de lucro e/ou os mais caros;
  3. linha da cintura: nível que ainda está no campo de visão dos consumidores e tem grande visibilidade. É ideal para produtos de grande procura;
  4. abaixo da cintura: esse nível já não faz parte do campo de visão dos consumidores e pode ser dedicado a produtos mais baratos e com grande rotatividade;
  5. chão: área dedicada a produtos pesados, pois diminui os riscos de perda por manuseio errado do cliente e reduz as possibilidades de acidente.

É importante salientar que a arrumação das gôndolas pode variar de acordo com o público-alvo e a validade dos produtos. A linha de visão das crianças, por exemplo, não é a mesma dos adultos, então, produtos dedicados ao público infantil devem ficar a uma altura que seja de fácil visualização para elas.

Preocupe-se com a organização visual da sua loja

É importante atentar-se para a organização visual do ambiente, e, mais do que isso, revisar todos os espaços rotineiramente, para manter a exposição de produtos sempre organizada.

A organização das gôndolas e freezers facilita a busca de produtos e permite que os clientes vivenciem uma experiência agradável. Lembrando que uma exposição de produtos organizada impacta positivamente no resultado de vendas.

Aposte no uso de banners, placas, itens de decoração e qualquer outro recurso que ajude a promover um ambiente mais atraente (do ponto de vista dos clientes).

Executada da maneira adequada e sem exageros, essa estratégia contribui para melhorar a estética do estabelecimento e torná-lo mais convidativo, afinal, quem resiste a um lugar bonito, limpo e organizado?

Além disso, vale a pena adotar algumas boas práticas, como:

  • evitar a utilização excessiva de placas e cartazes no interior da loja (o que cria uma poluição visual);
  • apostar em cores mais neutras;
  • ter cuidado com as músicas escolhidas;
  • controlar a temperatura, de forma que ela seja sempre agradável (tanto no inverno quanto no verão);
  • caprichar na limpeza e organização.

Adote uma sinalização adequada

Sinalize os setores dentro da loja, apontando onde os produtos ficam. Dessa forma, os consumidores conseguem encontrar o que precisam com mais facilidade e não perdem tempo procurando — o que é um ponto positivo para a experiência de compra.

Você pode adotar placas suspensas ou no alto das gôndolas indicando o que está armazenado no corredor. Por exemplo “produtos de limpeza”, “bebidas” e “frios”.

Use a iluminação a favor da sua loja

Um ponto de venda escuro, com a iluminação ineficiente não é nada atraente, concorda?

Quando a iluminação é bem planejada, ajuda a tornar o ambiente mais agradável, potencializando a exposição de produtos e direcionando o olhar do consumidor para lugares estratégicos. Por isso, faça com que a iluminação trabalhe a favor do seu negócio.

Existem diversos tipos de sistemas de iluminação e uma dica é apostar em luminárias e pontos de luz em alguns locais ou produtos específicos, buscando chamar a atenção para um lançamento, uma promoção ou uma demonstração, por exemplo. Quando bem pensada, a iluminação agrega valor aos produtos.

A combinação certa entre iluminação e cores neutras valoriza ainda mais a sua loja e transmite uma sensação mais agradável, agregando mais valor ao estabelecimento.

Cuidado com a sujeira, desorganização e espaços vazios

Avaliando do seu ponto de vista de consumidor, qual seria a sua opinião a respeito de uma loja que tem gôndolas e freezers sujos e/ou vazios? Dá uma impressão de que o lugar não é bem cuidado e não recebe a devida atenção, certo?

Colocar-se no lugar dos clientes é ótima estratégia para indicar o que você pode fazer ou deve evitar no seu estabelecimento. Por isso, mantenha os ambientes sempre limpos, bem arrumados e tome cuidado para que a reposição de produtos esteja sempre em ordem, evitando deixar espaços vazios e itens fora do lugar, por exemplo.

Aposte nos materiais promocionais

exposicao de produtos

Invista em elementos que ajudem a promover e valorizar os seus produtos, despertando o desejo de compra nos consumidores. Quer uma boa dica de como isso pode funcionar na prática, de maneira bem simples? Use etiquetas de preços maiores e com cores diferentes. Isso vai fazer os clientes notarem as promoções com mais facilidades.

Você também pode aproveitar os materiais que os fornecedores enviam para dar mais destaque para um produto e fazer ações de merchandising no ponto de venda.

Outra estratégia que vale muito a pena consiste em criar ilhas para destacar algumas mercadorias. Na época de festa junina e julina, por exemplo, exponha os alimentos que sejam relacionados às festividades.

Ou você nem precisa esperar um período específico para isso. Aos finais de semana, você pode incentivar os clientes a comprarem mais destacando itens para churrasco e bebidas, por exemplo. Invista em uma área específica para isso e em cartazes promocionais.

Maximize a exposição de produtos em promoção

Você sabia que os produtos expostos nas pontas das gôndolas vendem mais? Os consumidores tendem a notar mais os produtos que estão nesses espaços e alguns fornecedores pagam caro para expor seus itens nessas posições.

Então, já sabe: destine os produtos em promoção ou sazonais para as pontas de gôndolas e mantenha-os em evidência. Aposte em prateleiras móveis e em freezers verticais — a fim de captar o olhar dos consumidores para frios e congelados — em locais de maior movimentação (perto dos caixas ou na entrada) para separar essas mercadorias e atrair a atenção para ela.

Você pode fazer testes com diferentes localizações dentro da loja até encontrar a que traz os melhores resultados em vendas.

Atenção às datas sazonais

As datas sazonais são ótimas oportunidades para repensar a exposição de produtos e fazê-la de forma diferenciada, chamando ainda mais atenção dos clientes para produtos específicos.

Esse modelo de organização deve promover itens que têm maior saída em datas comemorativas, tais como Carnaval, Páscoa, Festa Junina, Dia das Mães, Natal, entre outras. Para chamar atenção, vale decorar gôndolas, freezers e expor produtos mais próximos ao caixa para alavancar as compras por impulso.

Como você viu, a exposição de produtos pode ser uma grande aliada para atrair clientes e promover as vendas. Uma exposição de produtos bem planejada, bem como a organização da loja estão diretamente ligadas à imagem que você deseja passar para o público e, por isso, é necessário ter um cuidado diário para alcançar os objetivos — que envolvem aumentar as vendas e fidelizar os clientes.

Gostou do post? Quer aproveitar para aumentar seus conhecimentos em gestão? Nós preparamos um artigo especial sobre a escolha de fornecedores e os aspectos que você precisa considerar nesse processo. Não deixe de conferir!

COMPARTILHE ISSO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *